segunda-feira, fevereiro 27, 2006

"O cinema é uma usina de sonhos, mas para tanto, tem de ser primeiro uma fábrica de administradores".
José Lino Grünewald

quarta-feira, fevereiro 22, 2006

Sensacional! Veludo & Cacos nas filmagens do trailer de Beijos de Arame-Farpado

Na manhã deste último sábado, o casal Veludo & Cacos-de-Vidro abriu as portas de sua casa de praia em Paquetá, para receber a equipe de filmagens do trailer promocional de sua próxima produção, intitulada Beijos de Arame-Farpado. E a nossa equipe de reportagens estava lá, flagrando os momentos mais íntimos desses kiridus!





Cafajeste? Sempre muito carismático, o controverso Veludo demonstrou um inusitado humor matinal: “Eu poderia ter feito a barba. Mas não fiz”.
Life Style: A fulgurante Cacos-de-Vidro, retorna para os braços de seu amado e nos brinda com todo seu sex–appeal. O casal promete contar no próximo filme todas as aventuras desse reencontro muito louco. “É um filme que tem uma mensagem entende?” analisa Veludo, ao que a deusa platinada completa: “Eu acho sexy!”

Em forma: Atendendo a pedidos o casal dá uma palhinha da coreografia que ensaiam para o filme, demonstrando que as aulas de dança têm dado resultado. A disco-diva fala sobre o seu desempenho: “A coisa tem que vir de dentro”. Veludo, que bem sabe que as mulheres não resistem a um homem que sabe dançar, elogia a paquera: “Mulher pra me acompanhar tem que arrasar na pista. Nossa dupla é um estouro”.


Vida Bandida: Sempre muito expansivo Veludo até brincou com a equipe: “Ô garoto, não tinha uma câmera mais moderninha não?”. O performer abriu o coração com os jovens cineastas e falou sobre sua carreira maldita, mulheres, filosofia, a influência da pornochanchada brasileira na formação de seu caráter, sobre a dor da separação e a alegria do recomeço com Cacos. E claro, sobre as comparações com Tarcísio & Glória: “É mais como Bonnie & Clyde, sacou?”

Desejo: Apaixonados, o casal não se acanha com as câmeras e demonstra seu carinho numa ducha tórrida à beira da piscina. Protagonistas de cenas picantes em produções anteriores, o casal diz que mudou de atitude: “Vai ser bem família”, revela o galã. “Parei com hambúrguer”, debocha a pin-up.


Por hoje é só pessoal. Gostaram? Aguardem mais notícias dos nosso fofos Veludo & Cacos. Até lá.

domingo, fevereiro 19, 2006

Tesoura e Cola

Momento de reflexão...
A tempestade passou. O período mais conturbado de idéias, realizações e algumas frustrações.
Estamos agora na fase da montagem. É o momento de parar, olhar pro material, refletir, começar a dar forma para um emaranhado de imagens e sons.
O trabalho de edição, embora seja todo digital, me lembra muito o trabalho de uma costureira. Você vai cortando e colando imagens, em busca da forma perfeita. O filme vai surgindo da costura dessas imagens, que agora têm um ritmo, uma respiração, pedem sons, músicas, silêncios.
O primeiro corte já foi feito, temos um boneco, um pré-filme, sem muito apuro, mas que já surge com uma força e uma cara própria.
Momento de finalização...

domingo, fevereiro 12, 2006

Um caminhão atola em cena!

Estava tudo pronto: Câmera aberta, trailer ao fundo, quadro composto! Estávamos pela chuva...



... eis que a chuva chega. O caminhão Pipa atravessa a cena e atola bem em frente da câmera!

Resultado:

Mudamos a câmera, o trailer, a cena... e o caminhão continuou atolado!

quinta-feira, fevereiro 09, 2006

. after the rain .


Quando a chuva parou, eu sentei no banco sob a ponte. À minha frente a concreta construção, que parecia duas, mergulhada na fluidez cinza da água parada. Dois cinzas. Um morto do concreto armado, outro vivo do mar chuvoso. Se tivesse tinta pintava agora o que as retinas não vêem. No meu colo uma tela borrada. Que sou eu borrado pintando uma tela borrada. Me vejo refletido na distorção que água causa.
Estou só, eu e meu borrão.
Atrás os carros não sabem que aquilo é filme: ilusão e espelho.

... E quem disse que onde se ganha o pão não se come a carne?

Jefferson Bittencourt e Gláucia Grígolo


Marco Martins e Loli Menezes

Uma palhinha para vocês!!!!!!!!!!

Procura-se um tiozinho milionário!

"Dos 50 anos que fiz cinema, 30 esperei". Marcelo Mastroiani.

Une Femme est une Femme


O marido (Raul Ferreira)


Um duelo nas Dunas da Joaquina


Dia 1!

Uma claquete em quadro, ora pois!


Far West

Jefferson Bittencourt interpreta um repórter sensacionalista.


da esq para dir. Loli, Rafa, Douglas e Shao.

Equipe prepara mini-gibi para cena do pequinique.

Marido (Raul Ferreira) chega em casa bêbado. Algo de terrível está para acontecer!


Dia 2!

André Francisco(Clóvis), Gláucia Grígolo (Clarissa),Renato Turnes (Renato), Paulo Vasilescu (Bruno).
Os quatro amigos discutem, no bar, que filme fariam com um prêmio de R$ 15.000,00.


Paulo e André ensaiando a chegada de Clarissa


Garçonete atravessa a rua.

Daniel e Marco dirigem a mangueira numa das muitas cenas de chuva.


Lanchonete Rios.

Locação escolhida para rodarmos as cenas do bar onde os 4 amigos se encontram para criar a história.
Dia 3!

Uma das muitas perucas de Gláucia Grígolo!


"Pumpkin and Honey Bunny"


Clóvis (André Francisco) entra na história!

Dia 4!

Renato (Renato Turnes), depois da chuva.

Dia 5!

Isto É uma equipe!!!!!!!!

(da esq. prá dir: Cachorro, Cláudia, Shao, Rafa, Marco, Loli, Jeff, Renato,Glau, André, Breno, Lucca, Vicente, César e Caldeira)

... e no final de tudo, os sobreviventes!!!!!!!!!!

E o prêmio Revelação vai para...


BRENO!!!!!!!!!
(nosso segundo assistente de direção, continuísta, claqueteiro e pau prá toda obra!! Parabéns gurizão!!!)

quarta-feira, fevereiro 08, 2006

CINE GUERRILHA EM AÇÃO!!!!!!

Enfim terminamos...


As filmagens terminaram hoje, depois de 5 dias intensos. Ainda não consigo dormir... Ontem pra mim ainda é hoje, fuso confuso, cansaço, vazio, satisfação.
Cine Guerrilha em ação!!!!!!!! Pouca grana, muitas idéias na cabeça, pouco tempo, muita roubada e no fim de tudo valeu a pena, Isto agora é um filme!

segunda-feira, fevereiro 06, 2006

Pintando o Set















Um trailer, um campo, uma loira-falsa, armas, chuva e cavalos. A produção do "Isto Não é um Filme" vai para a sua última diária. Até agora foram três dias intensos, cansativos e prazeirosos. Contrariando o ditado: nós fazemos de tudo, até chuva!
Não sei o que vai sobrar de mim depois de encerrada as filmagens. Posso adiantar que não vejo a hora de ver o filme montado e que nunca mais tomo tanto café.
marco.

domingo, fevereiro 05, 2006

Longa jornada noite adentro


Domingo, 5 de fevereiro de 2006. aqui é Paulo, no login de renato. amigo dentro de amigo. filme dentro de filme. ontem a cena externa. chuva, num dia escaldante. vi a glaucia na persona. direção do jeff. morri mais um pouco. agora estou pronto. e hoje, a grande jornada noite adentro. com tudo a flor da pele. com tudo a se renovar. até breve, amigos!